20160611

Sonho: suicídio!
Será isso um renascer?
Acordei chorando.

20160402

Carne y rosa

Quando eu morrer,
rompam,
façam,

chamem.

Que meu caixão ajaezado
a um morto,
e eu quero,
por força de burro, nada se recusa:

à andaluza vá sobre um burro.
Estalar chicotes,
palhaços e acrobatas, aos saltos e aos pinotes
batam latas...


Leitura/poema em "U" do poema "Fim" do Sá-Carneiro

20160104

Morte o nó desfez.
Um grande amigo se foi:
"Vai ter que ter merda..."