20111019

O agora passou.
Outrora atemporal:
Infinitésimo.

Só sete cores?
Mentecapta gilete...
Ninguem se cortou.
Bem-te-vi gritou:
Mal me quer... Despetalei.
Pássaro louco!!!
O pranto... Se eu planto,
Tu plantas e ele planta: 
Nós plantamos vozes.




=======




Nós plantamos votos...
Eu pranto, tu prantas,
Eles? Fazem pizza!

20111007

Haicais de Tomas Tranströmer - Prêmio Nobel de Literatura, 2011.

Duas libélulas
agarradas uma a outra
passam e se vão.


= = =

e a noite se desloca
de leste para oeste
na velocidade da lua.





Fundação Biblioteca Nacional. in Poesia sempre - Ano 13, número 25. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2006. p. 177.


Tradução dos haicais: Marta Manhães de Andrade.

20110927

Passa um cometa.
Eu cometo anacoluto
Sem ter o que fazer...

20110921

Desejos, lembranças.

Pensamentos obscenos
Noite, vento úmido.
São umas coisas tão doidas!
Mentiras no ar.

20110913

Fogo no bueiro!
São o inferno carioca
As minas da Light.
Bueiros Bin Laden,
Um sucesso garantido!
Luz vai aumentar...

20110909

Tá me ouvindo?

Presente finito.
Invisível a olho nu:
Futuro passado.

Massagem cardíaca,
Respiração boca a boca.
Viagem astral.

20110622

Amigo Aristóteles.
Juízo sob juízo,
Juízo sub judice.

20110611

Um blog de haicais.
Manhã fria de inverno
Mais de mil visitas.

20110510

Eu quero saber
Em que pé estão as mãos...
Couve? Jaca? Figo?
Hokku e haikai
Kauai sonna onara...
Haiku e haicai.
900 grandmothers.
Secret of the universe:
Joke inside a joke!!!

20110327

Trees with a strange shape
Connected like in a forest...
Syntactic structures.  

20110326

Kawaisonna moto,
Saionara Fukushima.
Radionakimassu.

20110319

Shit happens,
Shit sapiens.
Shit happens...

20110307

Memórias póstumas
- Autor defunto autor -
Póstumas memórias...



Póstumas memórias
- Autor defunto autor -
Memórias póstumas.
Ontem, no plantão:
Formigas. Invasão delas.
Foi quase um desfile.
Comissão de frente,
Cavalheiros sem cabeça.
Espetacular!!!



20110220

Origem distante,
Ventos, mares, navegar...
Escola de Sagres.
Na prensa de mola,
Presunto colonial...
Quantas calorias?


20110219

Desejos gostosos:
Deitar n'areia da praia,
Olhar para o verde...

As mãos vão e vem,
Intelecto e pegada,
Massagem nos pés...
Magic Istambul,
Visit from another land.
Allah uh akbar...

20110218

Laranjais em flor.
Ah! que perfume tenuíssimo...
Esperei por ti...



Fanny Luiza Dupré

Peso de papel.
As mãos passeiam pelas costas.
Óleo mineral.


20110216

Os pés no pacífico.
Empanada: camarão.
A mente infinita!
A brisa do mar
Tem um pouco do teu cheiro.
Respiro beeem fundo...
Encontrei um asana
Muito bom pras tuas costas!
Só não lembro o nome.
Passinho pra trás!!!
Ai, eu não vou mais, Ricardo...
E foi... Na janela!

20110215

Último cigarro,
O vento sopra do mar,
Crescente convexo.

20110213

Dançantes ao mover,
Tremidinhas de "ai meu Deus":
Mãozinhas falantes.
Passinho pra trás.
- Ai, eu não vou mais, Ricardo...
Túfora D.C.

20110210

Computação gráfica,
Caneta matricial,
Pele tatuada.

Tanta coisa fora,
As tais inutilidades.
A casa arrumada.
Linhaça e aveia
No liquidificador:
Vegetariano.

20110208

Frases e anagramas;
Conversas e atos falhos;
Prestidigitações...


20110203


Dom Quixote em latão

Dom Quixote em latão
Rebob    Rebobinou a película    elícula
Em mise en abyme.

Em myse en abyme.
Sherlock Holmes & Watson;
Mary Morstan & Thadeus Shouto...
The Sign of the Four.


20110201

É muito gatinha,
Discípula do INRI Cristo.
Doidera total...
As velas rizadas,
Vento de popa engraçado.
As velhas risadas.

20110131

Cronometrei Chronos,
Segundo tempo da prova.
Algo está errado...

20110128

Saem do arco-iris
As cores da pele branca.
Prisma indecente.
Diálogo Zen

Professor de Filosofia:
"O todo diz o ser, mas o ser não diz o todo"

Eu, aluno:
"Prefiro, então, nada dizer..."
Rotina

Domingo,
Quinta,
Segunda,
Sexta,
Terça,
Sábado,
Quarta;

Domingo,
Quinta,
Segunda,
Sexta,
Terça,
Sábado,
Quarta;

Domingo...
Transparent eyeball,
I am nothing, I see all.
Bhagavad Gita.
Olho transparente,
Nada seja, tudo veja.
Ache a sombrancelha.